---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Prefeitura realiza primeira coleta de lixo eletrônico

Publicado em 10/09/2018 às 16:11 - Atualizado em 10/09/2018 às 16:14

foto: divulgação Baixar Imagem

Com o intuito de proteger o meio ambiente e dar a destinação correta a todo material eletrônico em desuso, a Prefeitura Municipal de Campo Erê, por meio das secretarias de Educação, Cidade e Desenvolvimento e o Departamento de Meio Ambiente, realizará no dia 21 de setembro, a primeira coleta de lixo eletrônico.

 

Os resíduos deverão ser entregues no barracão da Secretaria da Cidade e Desenvolvimento, atrás da Unidade Básica de Saúde Heitor Silveira Borges, no Bairro Mello. O recolhimento será feito pela empresa Smo Reciclagem de Eletrônicos.

 

Os materiais em desuso que serão recolhidos serão: aparelho de som, notebook, celular, som automotivo, CPU, aparelhos telefônicos, monitor de tubo, HD, centrais telefônicas, TV de tubo, memória, modem, home theater, processador, roteador, DVD, placa mãe, fax, vídeo cassete, placa de vídeo, copiadora, vídeo game, mouse, impressora, receptor parabólica, teclado, fios/cabos, receptor TV a cabo, estabilizador, fontes em geral, eletrodomésticos, nobreak, carregadores em geral, forno elétrico, máquina de lavar, micro-ondas e antena parabólica.

 

Conforme apontou o responsável pelo Departamento de Meio Ambiente, Nelson Tresoldi, a campanha visa conscientizar a população acerca da importância da destinação correta de todo produto eletrônico que não é mais utilizado. “O mundo está cada vez mais tecnológico, e com isso as pessoas têm adquirido mais produtos eletrônicos e consequentemente produzindo mais lixo. Com essa expansão tecnológica também aumenta a preocupação das instituições em oferecer meios a fim de que as pessoas façam descarte correto destes materiais”, disse.

 

“É de extrema importância o descarte correto deste lixo, pois se o mesmo for feito de maneira inadequada ocasiona graves danos ao meio ambiente. E a campanha vem para conscientizar a nossa população acerca da importância de darmos a destinação correta aos mais vários tipos de lixos eletrônicos, pois o nosso compromisso é recuperar e proteger o nosso planeta para as presentes e futuras gerações”, disse o prefeito Odilson Lima.

 

De acordo o relatório Global E-waste Monitor 2017, o Brasil gerou 1,5 milhão de toneladas de lixo eletrônico em 2016. É o segundo país que mais gera lixo eletrônico no mundo, fica atrás somente dos EUA, que produz 6,3 milhões de toneladas por ano.